Home » Cuidados Paliativos, Featured

Ajudas à Fibromialgia e Síndrome da Fadiga Crónica

23 March 2010 4,683 views No Comment

Fibromialgia e Síndrome da Fadiga Crónica…duas doenças distintas, que têm em comum o facto de serem de causa desconhecida, não terem cura e, pior que tudo, serem incapacitantes e diminuírem a qualidade de vida de qualquer pessoa… são causadoras de dores musculares e de fadiga intensa, de tal forma, que a pessoa se vê incapacitada de realizar as suas actividades de vida diárias tal como antes.

O simples levantar, vestir, tomar banho, pode ser encarado como um verdadeiro desafio diário para as pessoas com qualquer destas doenças.

Dia 12 de Maio é o Dia Mundial da Fibromialgia e Síndrome da Fadiga Crónica. Como tal, ficam aqui alguns conselhos e sugestões relativas a ajudas técnicas para que as pessoas portadoras destas doenças consigam ultrapassar melhor as dificuldades e os desafios que, diariamente se lhes apresentam… e assim consigam efectivamente, VIVER!

A Fibromialgia é uma doença que se manifesta por dor musculo-esquelética generalizada e sensibilidade à palpação de determinados pontos anatómicos, sendo uma dor que pode ser descrita como queimadura.

A dor crónica, sono não repousante, rigidez matinal e fadiga são sintomas frequentes, que resultam em perda de capacidade funcional por parte da pessoa. Até agora, não existe cura para a fibromialgia, sendo que os objectivos do seu tratamento são restaurar o sono e reduzir a dor. Como tal, pode ser necessário um acompanhamento multidisciplinar médico, de enfermagem, fisioterapia, psicológico, para que consiga viver o melhor possível com as suas limitações, melhorando a sua qualidade de vida.

Antes de mais, para além do tratamento farmacológico, essencial no controlo da dor, o exercício é outra modalidade importante no tratamento, dado que exercícios de alongamento, fisioterapia e massagem podem ajudar no relaxamento, redução da fadiga e melhoria das condições gerais. Muitas vezes é benéfico que tal acompanhamento seja realizado no domicílio, dado que mais facilmente os profissionais identificam problemas e sugerem estratégias para que, na sua casa, seja o mais autónomo possível, e consiga realizar as suas actividades de vida diárias.

Da mesma forma, a síndrome de fadiga crónica (SFC) é uma doença de causa desconhecida, sem cura, em que a pessoa apresenta fadiga extrema, que aparece de repente e acaba por se tornar incapacitante.

Manifesta-se por sintomas como mialgias (dores musculares), cefaleias (dores de cabeça), desconforto nas articulações e sensibilidade nos nódulos linfáticos.

Actualmente o tratamento incide na toma de fármacos, benéficos na redução das dores. De igual forma, é essencial a realização de exercício (o que pode ser contraditório na presença de fadiga), que melhora a condição e utilização de energia e pode mesmo restaurá-la. Para que seja eficaz é necessário que seja programado um programa individual de exercício, que incorpore o aumento gradual de intensidade, em que a fadiga não seja ainda mais exacerbada na pessoa. Assim, pode também ajudar a intervenção de uma equipa multidisciplinar especializada, que tenha formação em diversas áreas, para que possa superar mais facilmente os desafios do dia-a-dia, e para que a sua qualidade de vida melhore.

Para além dos sintomas que as pessoas sentem diariamente, estas doenças podem ter consequências graves na vida social, profissional e familiar: a pessoa deixa de conseguir realizar as tarefas simples que antes executava sem qualquer dificuldade. o apoio de profissionais especializados à família e doente é uma ajuda bastante importante para ultrapassar as dificuldades presentes.

Estes são especializados para avaliar cada situação, fornecendo informação e recomendando a ajuda mais adequada, sendo que estas ajudas podem incluir recursos humanos e /ou materiais, equipamentos que facilitam a realização das actividades de vida diárias, ou que reduzem a sua fadiga.

São exemplo as barras de apoio de sanita e os bancos de banheira giratórios: estes previnem as quedas e fracturas decorrentes das limitações físicas e da dor inerente à doença. Da mesma forma, artigos como andarilhos e andadeiras compensam as dificuldades de mobilidade, e almofadas e colchões de conforto promovem o bem-estar durante o sono tão dificil de ser relatado como prazeiroso por estes doentes.

Se necessário, e sempre que essa necessidade seja identificada, é ainda possível disponibilizar de adaptação de instalações de forma a melhorar as condições de segurança e acessibilidade de cada pessoa.

Estas ajudas têm sempre o intuito de promover ao máximo a sua independência e, assim, tornar a sua vida mais confortável: mesmo com uma doença crónica e sem cura, é possivel Viver Tranquilo, Viver Melhor!

Primus Care Ajudas

Leave your response!

Add your comment below, or trackback from your own site. You can also subscribe to these comments via RSS.

Be nice. Keep it clean. Stay on topic. No spam.

You can use these tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This is a Gravatar-enabled weblog. To get your own globally-recognized-avatar, please register at Gravatar.